Mídia

29 de dezembro de 2019

EXTRA – Com casa cheia, campeões mantêm cinturões e Jungle Fight 100 consagra um novo rei da selva

A histórica edição centenária do Jungle Fight, que marcou o seu retorno a Manaus, contou com um show de nocautes e finalizações. Assim como aconteceu na primeira edição, em 2003, apenas uma luta foi parar nas mãos dos juízes. E, assim como há 16 anos, a luta principal terminou com um nocaute no primeiro round. Com três disputas de cinturão, o Jungle Fight 100, realizado na noite de sábado, (28) na Arena Poliesportiva Amadeu Teixeira, consagrou um novo rei da selva. Na luta principal, Klinger "Do Boxe" Pinheiro, que estava no card preliminar e acabou recebendo a chance de lutar pelo cinturão até 61kg, fez jus ao apelido e mandou o mexicano José Antonio Rodríguez à lona em apenas 41 segundos de luta para se tornar o mais novo campeão do evento.
29 de dezembro de 2019

Yahoo Esportes – Campeão inusitado! Klinger ‘Do Boxe’ é o grande destaque do Jungle Fight 100

Klinger Pinheiro tinha tudo para ser apenas mais um atleta presente na edição de número 100 do Jungle Fight desse sábado (28), mas o peso-galo (61 kg) acabou se tornando a principal estrela do evento com sede na Arena Poliesportiva Amadeu Teixeira, em Manaus. Escalado originalmente para o card preliminar, ‘Do Boxe’, como é conhecido, ganhou a chance de disputar o cinturão às vésperas do show, ao substituir o então campeão Eduardo ‘Máquina de Dor’. E o atleta da Nova União não deixou passar essa chance de ouro, e nocauteou o mexicano José Antonio Rodríguez em apenas 41 segundos e se tornar o novo rei da divisão até 61 kg.
29 de dezembro de 2019

TERRA – Com casa cheia, campeões mantêm cinturões e Jungle Fight 100 consagra um novo rei da selva

A histórica edição centenária do Jungle Fight, que marcou o seu retorno a Manaus, contou com um show de nocautes e finalizações. Assim como aconteceu na primeira edição, em 2003, apenas uma luta foi parar nas mãos dos juízes. E, assim como há 16 anos, a luta principal terminou com um nocaute no primeiro round. Com três disputas de cinturão, o Jungle Fight 100, realizado na noite de sábado, (28) na Arena Poliesportiva Amadeu Teixeira, consagrou um novo rei da selva. Na luta principal, Klinger "Do Boxe" Pinheiro, que estava no card preliminar e acabou recebendo a chance de lutar pelo cinturão até 61kg, fez jus ao apelido e mandou o mexicano José Antonio Rodríguez à lona em apenas 41 segundos de luta para se tornar o mais novo campeão do evento.
29 de dezembro de 2019

TATAME – Campeões mantêm seus títulos e Jungle Fight 100 consagra um novo ‘rei da selva’ no Amazonas

A histórica edição do Jungle Fight 100, que marcou o retorno da franquia à Manaus, Amazonas, contou com um show de nocautes e finalizações. Assim como aconteceu na primeira vez, em 2003, apenas uma luta foi parar nas mãos dos juízes. E assim como há 16 anos, a luta principal terminou com um nocaute no primeiro round. Com três disputas de cinturão, o evento foi realizado na noite de sábado (28), na Arena Poliesportiva Amadeu Teixeira, e consagrou um novo “rei da selva”. Na luta principal, Klinger “Do Boxe” Pinheiro, que estava no card preliminar e acabou recebendo a chance de lutar pelo cinturão até 61kg, fez jus ao apelido e mandou o mexicano José Antonio Rodríguez à lona em apenas 41 segundos para se tornar o mais novo campeão do Jungle.
28 de dezembro de 2019

ESPN – Jungle Fight 100: Atletas batem o peso e disputas de cinturão são confirmadas

Tudo certo para a realização da centésima edição do Jungle Fight, com sede em Manaus. Nessa sexta-feira (27), no Anfiteatro da Ponta Negra, foram realizadas as pesagens oficiais do show. Durante a cerimônia todos os atletas atingiram o limite de suas respectivas categorias e confirmaram os combates do evento – inclusive as três disputas de cinturão previstas para o último card da temporada de 2019.